Pessoas que não têm o que fazer:

segunda-feira, dezembro 13

Fruto do olhar.


Vejo euforia em seus olhos, aqueles olhos que também pertencem-me em nossos momentos a sós, voltados a mim, que mapeiam, falam, mostram, brilham e em noites em que sou falha, sangram a mostrar que o que é recíproco tem de ser belo, aproveitado e jamais escondido.
Por noites já me deixei sangrar também. Perdida dentre pedaços de papel tentando descrever meus sentimentos que não me permitem dormir: a prova de que meu amor é puro e ingênuo, e meus olhos, sensíveis.
Olhos estes que veem no momento certo, a imagem envolvente que satisfaz, recupera, provoca e acelera batimentos cardíacos. Ah! E em pensar sorrindo que agora possuo duas frequencias cardiacas, sendo que esta segunda virá a ser o motivo de muitos sorrisos futuros, já me sinto mais segura. Terei você definitivamente em sangue, em alma, para toda a vida. Sorrisos e olhares originados do nosso amor convertido em desejo da carne onde os olhos se tocam. E assim, nascerá nosso amor eterno, unindo-nos para toda uma vida em sangue, o FRUTO.


I've got two hearts beating inside me.

3 comentários:

biian souza. disse...

Se coerencia fizesse alimentasse meu amor por você ou fizesse meu coração acelerar, eu até notaria a ausencia dela.

UEIOAUEOUAOEUAUEOIUA
Fico feliz a cada novo post seu.
Amo-te! <3

gih. honts' disse...

gay.

Priscyla, vulgo Lollity disse...

Gay Gih? HUDFSIUGHIUDFGHIUDFGHIUFD Poxa =/